Acompanhe as

nossas redes sociais

Site criado pela

Buscar
  • seturitacare

Etapa mundial da divisão de acesso à elite, QS 1000, na Praia da Tiririca, consagra o talentoso Fran

A final masculina da etapa mundial de surfe (QS), que rolou na Bahia, na bela praia da Tiririca em Itacaré, foi disputada entre dois talentos do surfe nacional. De um lado Franklin Serpa, de outro Samuel Igo de Souza.


A emoção tomou conta ao testemunhar a celebração de Franklin Serpa, que dedicou a vitória aos seus pais e namorada. Certamente, Serpa é mais um talento mal aproveitado no Brasil e que por falta de incentivo, está distante dos principais eventos de surfe do mundo.

O locutor do evento, Gaspere Junior, que há anos empresta sua voz e entusiasmo a campeonatos de surfe ao redor do país e o ex-atleta profissional Armando Daltro, que faz sua primeira participação como integrante do time de comentaristas da WSL, não esconderam a emoção e com a voz embargada narravam as cenas que consagravam Serpa campeão.


Quem sabe com a vitória o baiano não tem a chance de marcar presença em mais etapas da divisão de acesso e galgar seu lugar entre os melhores surfistas do mundo com uma vaga no CT, afinal surfe para isso ele tem.


Já está confirmada a participação do atleta na próxima etapa do QS no Brasil programada para ocorrer entre os dias 31 de outubro e 04 de novembro na Praia de Maresias, São Paulo.


Entre as Mulheres


A final feminina foi disputada entre a Brasil e Argentina e quem se deu melhor foi Josefina Ane, que bateu a brasileira Monik Santos do começo ao fim da bateria.


“Estou muito feliz com a vitória, especialmente porque estou voltando de uma contusão”, comemorou Ane, surfista argentina.


Festival de surf e música



Nem só de surfe a festa de Itacaré se deu. A música estava presenta no evento baiano, que contou com as apresentações das bandas X-Four, Bruta Raça, Dost e Maneva, Adão Negro e Ponto de Equilíbrio.

11 visualizações